Subscribe:

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Quanto Tempo um Corpo Leva para se Decompor?

A morte é sem dúvidas um evento envolto em mitos, crenças e superstições. Algumas religiões defendem a ideia de que a vida se prolonga após a morte e outras acreditam que tudo simplesmente acaba, de modo que este é ainda um assunto que permanece um mistério, o qual a ciência está tentando desvendar.
O tempo de decomposição de um cadáver se dará de acordo com o local onde foi depositado.

Entretanto, de forma independente das crenças de cada um, a ciência descobriu muitas curiosidades a respeito desse tema, a partir do estudo e análise do comportamento das bactérias e das ações das células em nosso organismo. Portanto, para você que tem curiosidade, veja a seguir quanto tempo um corpo demora para se decompor:

Quando um ser humano está vivo, naturalmente possui defesas contra as bactérias e outros elementos que atacam diariamente o seu organismo. Uma vez que essas defesas naturais tendem a diminuir a cada dia, depois que morremos elas já não existem, pois o corpo interrompeu a sua atividade. Além desse fator, o tempo de decomposição de um corpo também dependerá intimamente do local onde ele foi depositado.

O tempo que um corpo leva para se decompor ao ar livre é de duas a seis semanas, pelo livre acesso dos insetos e animais carniceiros. Já a sete palmos demora de um a cinco anos, uma vez que, quanto mais fundo o cadáver for enterrado, mais lenta será a deterioração. Quando inserido em um caixão com a proteção da madeira e dos tecidos, o corpo pode perdurar intacto por até 15 ou 20 anos.
Já no pântano, por não haver a intervenção de bactérias, a água atua como uma espécie de formol, protegendo os órgãos internos do indivíduo. Não há uma média definida de tempo, pois a deterioração de um corpo neste ambiente pode durar séculos. Já no deserto ocorre a putrefação dos órgãos internos, porém o calor é capaz de mumificar a parte externa do cadáver, também demorando um período indefinido para sua decomposição completa.

Segundo médicos especialistas, os cabelos e as unhas continuam crescendo após a morte, pois as células destes locais são mais resistentes à ausência de oxigênio. Outra curiosidade é que, pelo fato da ciência também estudar antídotos para evitar a morte e trazer quem já se foi a vida, existem vários corpos se encontram congelados à espera de novas descobertas tecnológicas. Segundo os próprios cientistas, no gelo de baixa temperatura a ação das bactérias é totalmente nula, sendo capaz de preservar corpos eternamente.
Via: mundodastribos

1 comentários:

Flavia Ignacio disse...

Ólá! Uau, me surpreendi com esse post :)
Primeiro, imaginei que um corpo embaixo da terra demorasse muito menos para se decompor, por ter mais "bichinhos" dentro da terra.
Quanto ao último parágrafo, fico um pouco tensa ao pensar que existem pessoas que tem o desejo de "viver após a morte". Não partilho desta vontade, acredito que depois que minha hora chegar, não pretendo ser congelada com a esperança de voltar a viver. Ainda mais num mundo que pretende nos esperar no futuro :(

Passem pelo meu blog: http://www.aquele-bom-papo.blogspot.com.br

Obrigada,
:-)

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...